ATENÇÃO: ADAPTAÇÃO E MIGRAÇÃO DOS CONTRATOS ANTIGOS.

A Agência Nacional de Saúde, através da Resolução Normativa nº 254, estipulou a possibilidade de adaptação ou migração de contratos antigos (celebrados até 1º de janeiro de 1999) para adequá-los à Lei 9656/98 e demais normas vigentes.

A Adaptação consiste na ampliação das coberturas assistenciais previstas no contrato de origem, de forma a contemplar todas as garantias previstas em lei, além da cobertura integral de todos os procedimentos previstos no Rol de Procedimentos e Eventos em Sáude vigente. Já a Migração é a celebração de novo contrato de plano privado de assistência à saúde atualmente registrado na ANS, com a extinção do contrato antigo.

Informamos que a adaptação ou a migração não podem ocorrer por decisão unilateral da Operadora, dependendo de solicitação e autorização da parte contratante.

Assim, caso ainda não tenha migrado ou adaptado seu contrato às novas legislações, compareça em nossa sede para maiores informações e análise das condições.



[Fechar]
 
 
WebService TISS 3.02      Principal TISS (Guias OnLine) Guias Online Novo 2º Via Boleto Fale Conosco

Historia de Construção do Hospital Santa Isabel

Hospital de 1º mundo

O Hospital Santa Isabel, da Santa Casa de Piracicaba, congrega hoje uma das estruturas hospitalares mais conceituadas de Piracicaba e região. Destinado ao atendimento particular e conveniado, foi construído em 1973, mas só começou a funcionar em 1987, quando foram inaugurados os dois primeiros andares. Passados 20 anos de sua fundação, o prédio, que hoje efetua até mil internações mensais e oferece as mais modernas técnicas e serviços médicos, passou recentemente por um grande e profundo processo de remodelação para abrigar novos serviços.

Ocupa 7.604 m2 de área construída, dispostos em oito andares. No subsolo, funcionam os serviços de Ultrassonografia, Raio-X, Densitometria Óssea, Mamografia, Tomografia Computadorizada e Ressonância Magnética, especialidades que compõem o Centro de Diagnósticos por Imagem da Santa Casa. No térreo estão instalados a Recepção, Serviço Social, Setor de Endoscopia, Unidade Coronariana e o Centro de Hemodinâmica do Emcor - Serviço de Emergências do Coração. Os andares 1, 2, 3 e 4, abrigam os AP1, AP2, AP3 e AP4, onde estão dispostos 31 apartamentos, num total de 82 leitos destinados à internações médico-cirúrgicas.

Pela reformulação estratégica implementada, os dois últimos andares do Hospital Santa Isabel, antes desativados, foram colocados em funcionamento. No quinto andar, onde futuramente será instalado o Centro de Cirurgia Plástica, funciona o Centro de Reprodução Humana. O sexto e último andar abriga a UTI Geral, destinada a adultos; a UTI Neonatal e a primeira UTI Pediátrica da região.

Setores disponíveis no Santa Isabel

Centro de Diagnóstico por Imagem

O departamento de Imagenologia da Santa Casa, que oferece serviços de tomografia computadorizada, radiologia, mamografia, ultrassonografia, endoscopia e ressonância magnética, oferece avançados recursos diagnósticos para a identificação precisa e tratamento de patologias de alta complexidade, como as doenças que acometem os sistemas nervoso central, músculo-esquelético, cárdio-respiratório e ósteo-articular.

Emcor – Emergências do Coração

Localizado em área anexa ao Hospital, o Emcor mantém entrada independente, facilitando o acesso, sobretudo, de pacientes graves. Dispõe de unidades específicas à realização de Testes Ergométricos, Ecocardiogramas, Holter e Mapa, de um Pronto-socorro Cardiológico 24 horas e de uma Unidade Coronariana com cinco leitos. No Centro de Hemodinâmica, instalado no andar térreo do Hospital Santa Isabel, o EMCOR concentra toda a tecnologia necessária à realização de cateterismos cardíacos diagnósticos e terapêuticos, angiografias e eletrofisiologia.

Centro de Reprodução Humana

Dados revelam que 15% dos casais têm dificuldades para engravidar e necessitam de tratamentos específicos. A alternativa é recorrer a avançados centros especializados em reprodução humana. Um deles funciona no Hospital Santa Isabel. O complexo comporta laboratório não-restrito, para preparo de sêmen; e um laboratório restrito, para fertilização dos óvulos. Há também sala para coleta de esperma e sala de cirurgia para coleta de óvulo e transferência de embriões. A Unidade dispõe também de apartamentos para pacientes, já que o processo exige um período de internação hospitalar para retirada do óvulo e introdução do embrião no útero.

UTIs no Santa Isabel

Um dos grandes projetos que adquiriu forma no Hospital Santa Isabel foi a transformação do sexto andar num Complexo voltado à terapia intensiva. Lá funcionam a UTI Neonatal, a UTI Pediátrica e a UTI Adulto, elevando de 23 para 45 a quantidade de leitos oferecidos pela Santa Casa para terapia intensiva.

UTI Neonatal

A UTI Neonatal, com 12 leitos para o atendimento mensal a cerca de 20 bebês, ampliou a quantidade de recém-nascidos prematuros e patológicos atendidos pela Irmandade, triplicando as chances de sobrevivência. Implantada em 1995, a Unidade foi a primeira da região, contribuindo para a sensível redução da taxa de mortalidade dos recém-nascidos que apresentam problemas graves.

UTI Pediátrica

Outro projeto que alterou profundamente a concepção da assistência médico-hospitalar da região foi a construção da primeira UTI Pediátrica da região. Direcionada ao atendimento exclusivo de crianças com idade entre 29 dias e 12 anos, a Unidade tem seis leitos e evita a permanência de crianças na UTI Geral, junto a adultos.

UTI Adulto

A nova UTI Geral, implantada no Santa Isabel, é específica ao atendimento de pacientes adultos e chega a receber até 100 pacientes/mês em seus 13 leitos. O Setor, que ganhou novos equipamentos, foi enquadrada pela Vigilância Sanitária na Categoria III, a mais sofisticada. Atualmente, reúne 14 médicos nas mais diversas especialidades, uma técnica de Enfermagem para cada dois leitos, serviços fisioterápicos e sete enfermeiras para permanência 24 horas.

Projetos futuros:

Centro de Cirurgia Plástica

Tão importante quanto manter o bom funcionamento das Unidades que compõem o complexo hospitalar é vislumbrar o potencial de crescimento da própria cidade e, assim, projetar o futuro do Hospital para que ele absorva a demanda e atenda as necessidades e expectativas de seus clientes.

Dessa visão estratégica surgiu a proposta de se implantar no Hospital Santa Isabel um Centro de Cirurgia Plástica. Pioneira, a nova Unidade contará com ampla retaguarda médico-hospitalar, através de setores como Centro Cirúrgico, UTI e demais unidades diagnósticas e intervencionistas em caso de procedimentos mais complexos e intercorrências que exijam estruturas de apoio.

O Centro de Cirurgia Plástica está projetado para ocupar o quinto andar do Santa Isabel e terá recepção, seis apartamentos e duas salas para cirurgias com estrutura semelhante ao de um centro cirúrgico para a realização estimada de 30 cirurgias/mês.